CNC Turning 101: um guia para iniciantes e especialistas

A fabricação de peças de precisão está sendo revolucionada em vários setores pelo torneamento CNC, um componente essencial da fabricação contemporânea. Ao usar um torno CNC, você incorpora software para criar projetos complexos de componentes. Este guia oferecerá informações abrangentes sobre esses processos.

O que é Torneamento CNC?

O torneamento CNC é um processo de fabricação que utiliza ferramentas de corte para sombrear o material e criar formas exclusivas. Você usa programas de computador para orientar o processo, garantindo que você tenha os componentes corretos. Esses programas são mais precisos do que humanos, portanto você pode criar formas complexas de maneira muito rápida e fácil.

Ao usar o torneamento CNC, você tem a garantia de velocidade, precisão e produtos consistentes. Quer os componentes sejam produzidos para as indústrias automotiva, aeroespacial, médica ou eletrônica, o torneamento CNC atende.

Máquina de torneamento CNC

Máquina de torneamento CNC

História do Torneamento CNC

Tudo remonta ao século XVIII, provavelmente ainda mais longe, com um certo dispositivo inventado em 1751. O objetivo deste dispositivo era melhorar a precisão com a ajuda de técnicas mecânicas em vez de técnicas artesanais. Esta versão mais antiga do torno CNC foi a pioneira da industrialização.

Eventualmente, na década de 1940, as técnicas CNC chegaram aos detalhes. O ponto de virada na evolução do tipo de máquina é considerado a estreia da máquina de controle numérico (NC). O primordial Máquinas CNC lançaram as bases e se tornaram marcos em direção a verdadeiras inovações CNC.

Entremos na década de 1950, a década dos serviços de torneamento CNC, que será um dos pontos de viragem. John T. Parson, um pioneiro da computação, se une ao MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) como parte de um projeto de pesquisa da Força Aérea. O objetivo aqui é criar uma tecnologia mais eficiente para a fabricação de hélices de helicópteros e asas de aviões.

A criatividade de Parson permitiu a construção da primeira fresadora CNC experimental em 1949. Esta máquina utilizou um computador IBM para derivar as coordenadas e cartões perfurados para controlar o eixo motorizado. Este foi um passo crucial em direção aos tornos CNC que vemos hoje.

Em 1952, Dick Kegg e sua equipe do MIT continuaram e aprimoraram o trabalho de Parsons construindo a primeira fresadora CNC real, que começou com Cincinnati Milacron Hydrotel. Isto não foi apenas uma conquista; foi um momento de transformação fundamental (trocadilho intencional!) para todo o setor manufatureiro.

Não é apenas a história que o jogo conta; serão também as memórias que serão feitas. O torneamento CNC hoje mantém um processo de inovação contínuo. Em 1958, quando a tecnologia CNC foi patenteada, as portas para o mundo comercial estavam abertas. Desde então, a robótica e os sistemas informáticos melhoraram muito estas máquinas, integrando-as mais na linha de produção e reduzindo assim o trabalho manual.

Vantagens do processo de ajuste CNC

Aprimore sua precisão: Afinal, uma planta em escala é a melhor opção para um trabalho rápido na cozinha. A precisão do torneamento CNC é alcançada por meio de programação computacional, que garante que as peças sejam exatamente consistentes. Sim, não há mais espaço para um erro humano.

Aumente sua velocidade: Adeus à manivela! Ao usar esse método, você poderá produzir produtos com mais rapidez. Ele continua operando durante todo o programa e produz componentes mais rapidamente do que as mãos.

Minimize o desperdício de materiais: Faça o seu melhor para ser um gastador de materiais. Por serem mais precisos na remoção de material, você terá menos desperdício, pois retirará apenas a quantidade necessária. Quanto menos resíduos forem gerados, mais dinheiro você economizará.

Tarefas repetitivas? Automatizar! Adeus à monotonia! Um dos aspectos mais fundamentais do torneamento CNC como um processo de fabricação subtrativo é sua capacidade de realizar facilmente tarefas repetitivas. Programe-o apenas uma vez e tudo depois disso produzirá peças individuais exatamente do mesmo formato com perfeita precisão.

Desbloqueie complexidades: você pode aprimorar suas habilidades abordando projetos complexos. O torneamento CNC pode executar geometrias complexas sem esforço. A capacidade de se mover em múltiplas direções fornece precisão e exatidão – aspectos que são difíceis de obter com métodos manuais.

Reduzir custos trabalhistas: “contratar” e “despedir” mais rapidamente, se necessário! O torneamento CNC não apenas retira a maior parte do processo de trabalho da produção, mas também acelera a operação. Pode haver o seguinte equivalente a uma economia muito grande:

Melhorar a consistência: Agarre a resolução incomparável! O torneamento CNC elimina a necessidade de pessoas para produzir os produtos, minimizando a variação humana. Cada parte será reproduzida em tons de cinza e, portanto, será uma cópia perfeita do desenho definido.

Versatilidade: A versatilidade do torneamento CNC oferece a oportunidade de combinar diferentes tipos de materiais, formas e dimensões para construir diversos processos de fabricação. Quer você precise de um protótipo ou de componentes produzidos em massa, o torneamento CNC se adapta a diferentes requisitos, oferecendo versatilidade incomparável em comparação com a maioria dos métodos de usinagem. Dá acesso a uma série de alternativas que você pode escolher para seus projetos.

Custo-benefício: Apesar de as despesas iniciais de instalação poderem ser mais elevadas, a longo prazo, é o torneamento CNC que se torna uma opção económica. Com o torneamento CNC, menos material é desperdiçado e menos trabalho manual é necessário, resultando em custos mais baixos e lucratividade no longo prazo.

Eficiência: Você usará programas de computador em torneamento CNC que, ao contrário dos humanos, são mais eficientes nas produções em termos de tempo e qualidade. A velocidade é a chave para ser eficiente e garantir entregas rápidas. Isso pode acontecer porque atendemos aos prazos dos clientes e às suas demandas.

Limitação de Torneamento em Usinagem CNC.

Configuração inicial: Inicialmente, o torneamento CNC requer habilidades especiais em programação e muito tempo para configuração. Embora as suas vantagens a longo prazo sejam indiscutíveis, o processo de implementação pode ser bastante complexo e demorado.

Manutenção: Você terá que manter o estado do equipamento de torneamento CNC para garantir sua eficiência. A manutenção de rotina, incluindo trocas de ferramentas e calibração de máquinas, é obrigatória para tornar o desempenho consistente e maximizar a vida útil esperada do equipamento.

Limitações materiais: A dureza ou fragilidade de alguns materiais pode causar dificuldade no torneamento CNC. Você pode ser forçado a mudar para diferentes processos de usinagem ou introduzir ferramentas específicas para enfrentar esses desafios.

Complexidade de programação: As operações de torneamento CNC precisam ser programadas adequadamente após se ter conhecimento dos fundamentos da usinagem e ser capaz de operar software de computador. Os principais desafios serão escrever ou usar um programa CNC especial para componentes sensíveis ao contexto, que possa ser dominado por usuários avançados.

Como funciona o torneamento CNC

Passo 1: Mudanças na Programação CNC

Para começar, você precisará transformar seu arquivo de design CAD em um programa CNC. Experiência em programação ainda não é necessária. Prepare os desenhos 2D para o seu projeto antes de começar. Para converter esses desenhos em formato eletrônico, utilize SolidWorks ou AutoCAD.

Abra o aplicativo CAM e transfira o arquivo CAD. Este objetivo pode ser alcançado usando ferramentas de software comparáveis para produzir o desenho em formato CAM. Por último, o programa permite ao engenheiro de produção avaliar a capacidade de fabricação do componente.

Etapa 2: Preparação da Máquina

Como parte da equipe de configuração do torno CNC, você atua como um funcionário qualificado, executando as tarefas detalhadas. Siga estas etapas meticulosamente:

  • O primeiro passo é desligar a máquina e proporcionar segurança no local de trabalho de usinagem CNC.
  • Fixe bem a peça no mandril para evitar incidentes durante o torneamento, pois isso é vital para dimensões precisas.
  • Carregue a torre de ferramentas com o conjunto de ferramentas necessário para o seu tipo de acabamento para aumentar a produtividade do seu processo.
  • Mantenha a precisão das ferramentas e peças de trabalho calibrando-as adequadamente para atender às especificações especificadas.
  • O último passo é carregar o programa CNC na ferramenta, após o qual a operação pode começar.

Lembre-se de considerar duas variáveis vitais: a velocidade de giro e a taxa de avanço. Normalmente, os princípios básicos para um resultado perfeito são determinados por um maquinista profissional. Medições erradas podem causar problemas na borda da peça ou danificá-la.

Para produzir um formato preliminar, escolha uma velocidade de torneamento mais baixa e um avanço mais alto. Por outro lado, a alta velocidade de torneamento juntamente com uma baixa taxa de avanço são ideais para alta precisão e também para tolerâncias restritas.

· Etapa 3: Fabricação.

Aquela peça torneada em CNC sendo a última fase da fabricação geral é quando você está realmente dando vida à peça. Você possui um conjunto de variedades de operações cuidadosamente selecionadas para fornecer um resultado duradouro. A complexidade da sua peça determinará o número de ciclos necessários.

O cálculo do tempo de ciclo é vital para a estimativa de custos, incluindo tempo de carregamento, tempo de corte e tempo ocioso. A utilização do material, seja plástico ou metal, contribui significativamente para a eficácia e acabamento final da peça final.

Fluxograma de usinagem CNC

Fluxograma de usinagem CNC

Operações comuns de torneamento CNC

1. Operações Externas

Torneamento Difícil

Freqüentemente, você encontrará torneamento difícil, que é a usinagem complexa de materiais endurecidos usando tolerâncias estreitas. Durante este processo, o tratamento térmico é eliminado, resultando em tempos de produção mais curtos e custos mais baixos.

Torneamento Reto

Obtenha consistência com torneamento reto para conferir diâmetros idênticos às peças compostas e caminhar ao longo de todo o seu comprimento. É uma função básica de corte lateral muito importante e muito útil para gerar eixos longos, pinos pequenos e outros componentes esféricos.

Torneamento Cônico

Crie superfícies cônicas de precisão suavemente usando a técnica de torneamento cônico, na qual o diâmetro externo e o diâmetro interno da peça de trabalho podem variar ao longo de seu comprimento. As tarefas de formação e montagem de peças cônicas exigem esta operação.

Voltado para

O revestimento pode ser usado para criar superfícies planas em ambas as extremidades de peças cilíndricas, o que resulta em perpendicularidade, suavidade e precisão. Esta é a próxima etapa do processo de usinagem, após a qual ocorre o corte, desbaste, polimento ou soldagem da peça.

Ranhura

Use ranhuras para fazer canais ou ranhuras em forma de V ou C ao longo do eixo de uma determinada peça para segurar as vedações, chavetas e outros no lugar certo. Esta operação otimiza consideravelmente a vida útil do componente, aumentando seu desempenho e alcance de aplicação.

Separação

Por fim, é através do corte que é possível retirar a peça da peça do seu estoque de matéria-prima, permitindo que ela adquira forma e tamanho pré-definidos. Conseqüentemente, isso completará o processo de produção, que produzirá o componente com a qualidade adequada.

2. Operações Internas

Tedioso

O torneamento contínuo lhe dará muitas chances de usar mandrilamento e de alargamento ou precisão final, bem como suavidade. Esta operação é de vital importância para que os encaixes de encaixe se encaixem perfeitamente, sem folgas, e para torná-los compatíveis com seus componentes correspondentes.

Perfuração

O processo de perfuração refere-se à criação de furos na peça de trabalho usando ferramentas de corte especiais. Segue-se a inserção de um fixador ou fixação da peça para posteriores operações de usinagem. É a operação essencial no torneamento CNC, proporcionando versatilidade e eficiência na furação.

Rosqueamento

Os processos de rosqueamento envolvem a criação de roscas internas dentro do componente que são necessárias para unir peças ou fixar fixadores. Este processo é realizado para garantir a conformidade com o padrão universal de rosqueamento e a melhoria da usabilidade geral do produto.

serrilhado

Este processo permite serrar a superfície do componente cilíndrico que você criou para obter uma simetria perfeita. Para maior suavização das superfícies, o torneamento CNC funciona perfeitamente.

Alargamento

Quando você deseja aumentar o tamanho dos furos criados, você executa um processo denominado alargamento. Garante uniformidade do furo e precisão do diâmetro, o que é muito importante para a inserção de pinos, eixos ou outros componentes que necessitem de diâmetro exato do furo.

Tipos de máquinas CNC para operações de torneamento

Tornos CNC horizontais

Para CNC horizontal, você encontrará dispositivos com fuso montado transversalmente e perfeitos para tornear peças prismáticas ou desbastadas. Numerosas tarefas de usinagem, incluindo faceamento, canal e rosqueamento, podem ser concluídas usando esses tornos. Isso permite evacuar os cavacos com eficiência e é mais adequado para a fabricação de alto volume de peças simétricas, como eixos e parafusos.

Torno CNC Horizontal

Torno CNC Horizontal

Devido ao seu design robusto e estabilidade, estas máquinas não só fornecem resultados precisos e repetíveis, mas também permanecem populares entre muitas indústrias.

Tornos Verticais

Tornos verticais (às vezes chamados de tornos de torneamento verticais ou VTLs) têm uma orientação de fuso vertical e podem processar facilmente componentes grandes e pesados. Essas máquinas são superiores quando se trata da fabricação de componentes com geometrias complexas, como discos e engrenagens de turbinas. Os tornos verticais oferecem a oportunidade de usinar peças grandes com facilidade devido à sua excelente estabilidade e acessibilidade. Eles são tão versáteis que podem acomodar e lidar com serviços pesados e outras coisas que exigem precisão e confiabilidade na indústria.

Torno Vertical

Torno Vertical

Centros de Torneamento Horizontal

Esses centros de torneamento consistem em um fuso com orientação horizontal e uma torre equipada com múltiplas ferramentas, permitindo operações de usinagem multilaterais. Eles proporcionam flexibilidade e eficiência na produção simultânea de componentes com formatos complexos. Em termos de centros de torneamento horizontais, eles são utilizados para diversos fins. Desde a fabricação em pequena escala até a usinagem de alta precisão, proporcionando a versatilidade necessária para a indústria de manufatura moderna.

Centro de Torneamento Horizontal

Centro de Torneamento Horizontal

Centros de Torneamento Vertical

Um centro de torneamento vertical combina e abriga as operações de torneamento, fresamento e furação em uma única máquina. Ao executar o centro de torneamento vertical, coloque o fuso na direção do eixo y e posicione-o em uma mesa giratória. Esses centros brilham ao manusear componentes grandes e pesados com cavidades muito complexas, como motores aeronáuticos e peças automotivas.

Centro de Torneamento Vertical

Centro de Torneamento Vertical

A estrutura rígida e a alta velocidade de rotação possibilitam a remoção rápida do material e a usinagem de alta precisão. Os centros de torneamento verticais têm acessibilidade e rigidez preferenciais, tornando-os a escolha certa para aplicações difíceis que exigem precisão e alta qualidade de acabamento superficial.

Sistemas de ferramentas para processos de torneamento em máquinas CNC

Ferramentas de torneamento

Durante o processo de torneamento de ferramentas, você verá como elas são úteis na remoção de material e na modelagem da superfície externa da peça. Eles estão disponíveis em uma variedade de formatos, tamanhos e configurações para realizar diferentes tarefas de torneamento, como desbaste, desbaste e polimento. Pela sua versatilidade e precisão, estas ferramentas são necessárias para a escolha correta das dimensões e acabamentos superficiais na execução do processo de torneamento CNC.

Ferramentas chatas

O objetivo das ferramentas de mandrilamento é fazer diâmetros internos extremamente precisos dentro da peça ou expandir furos existentes. Eles garantem precisão e uniformidade nas dimensões dos furos que podem posteriormente ser considerados prontos para o encaixe de peças ou operações de usinagem adicionais.

Barras de separação

Ferramentas de tipo ou corte, designadas como ferramentas de corte, são necessárias para separar o componente necessário da enorme peça bruta. Estes últimos são responsáveis por dar à peça as tolerâncias e ambas as extremidades, o que faz com que sejam cortadas com precisão no tamanho e formato desejados.

Ferramentas de rosqueamento

Algumas das ferramentas de rosqueamento permitem cortar roscas externas ou internas em uma peça de trabalho. São necessários para pontos de montagem macho e fêmea ou para apertar fixadores. Eles permitem uma interface perfeita com as especificações do setor e o fornecimento de funcionalidades de peças para o usuário final.

Ferramentas serrilhadas

Ferramentas para serrilhado ajudam a criar textura para aderência em superfícies, especialmente aquelas que são cilíndricas em simetria, e também as tornam mais atraentes visualmente. Nós os encontramos frequentemente ao segurar alças ou girar botões, entre outras atividades diárias que exigem maior atrito ou uma melhor aparência.

Ferramentas da Torre

As ferramentas da torre do torno CNC constituem o sistema de fixação da ferramenta. Consequentemente, é simples e rápido trocar ferramentas durante o fresamento. Duas mesas fixas encontram espaço para vários operadores simultaneamente, o que, por sua vez, aumenta a eficiência, reduz o tempo de inatividade e torna o trabalho mais rápido.

Brocas de perfuração

As brocas são ótimas para fazer furos na peça de trabalho, para parafusos ou para outras operações de usinagem. Eles apresentam o mais alto nível de precisão e flexibilidade quando se trata de produção de furos e garantem a uniformidade e precisão das dimensões do furo.

Alargadores

Nesse processo são empregados alargadores, que permitem a produção de furos com dimensões e acabamentos superficiais especificados. Esses instrumentos proporcionam precisão e consistência no diâmetro do furo, o que é muito importante para permitir que eixos, pinos ou quaisquer outros componentes se encaixem com o diâmetro correto.

Ferramentas de canal

As ferramentas de retificação são usadas para cortar canais estreitos ou ranhuras ao longo de toda a peça de trabalho, permitindo vedações, chavetas, etc. Elas, portanto, fazem com que os componentes de uma montagem acabada desempenhem suas diversas funções e se encaixem facilmente nas especificações de montagem.

Fresas de facear

As fresas de faceamento são usadas para produzir operações de círculo de face, moldando extremidades planas nas extremidades de peças cilíndricas. As serras são orientadas em um ângulo vertical e suavizam a peça, que agora fica pronta para futuras operações de usinagem ou montagem.

Fatores que afetam o processo de torneamento CNC

Taxa de alimentação

Ajuste a taxa de avanço, que monitora a velocidade da ferramenta de corte na peça de trabalho. Desta forma, você pode definir a velocidade de corte ideal. O equilíbrio ideal da taxa de remoção é o princípio fundamental, que permite a remoção de material que não leva à diminuição do acabamento superficial ou à redução da vida útil da ferramenta.

Velocidade de corte

Regule a velocidade de corte e escolha a velocidade com que a ferramenta de corte girará contra os materiais que compõem a peça. O gerenciamento da velocidade é importante porque ajudará na seleção de uma ferramenta adequada para subtração e acabamento de material suave e eficiente.

Profundidade do corte

Controle a taxa de avanço (profundidade de corte) – é a espessura do material removido por passagem. O ajuste deste parâmetro permite limitar as taxas de remoção de material, evitando ainda a geração de calor.

Geometria do Sistema de Ferramentas

Pense no layout das ferramentas, incluindo a forma, o tamanho e os ângulos delas. A geometria correta da ferramenta garante um escoamento suave dos cavacos, impulso significativamente maior por unidade de força e um acabamento superficial mais refinado.

Tipo de material

Leve em consideração as características do material que você está cortando. Obviamente, materiais diferentes necessitarão de parâmetros de corte diferentes. O ajuste de parâmetros como velocidade de corte e taxa de avanço disponibiliza desempenho de corte e acabamento superficial ideais para cada tipo de material.

Refrigerante

Use refrigerante para remoção de calor para prolongar a durabilidade da ferramenta e melhorar o acabamento superficial. A seleção e o uso apropriado do refrigerante levam à prevenção do desgaste da ferramenta, soldagem de cavacos e distorção da peça.

Níveis de tolerância

Para suportar as faixas de tolerância de teste prescritas, certifique-se de produzir peças com precisão e funcionalidade. Ao gerenciar os parâmetros dos sistemas de corte e ferramentas, as peças conseguem atender aos padrões dos requisitos dimensionais. Mantendo a conformidade com a eficiência da produção.

Controle de chips

Você precisa evitar o acúmulo de cavacos alterando a formação e remoção de cavacos, o que evita a destruição da ferramenta e danos ao produto. Técnicas adequadas de controle de cavacos, como estratégias de quebra e prevenção de cavacos, por exemplo, maximizam a eficiência do corte e a vida útil da ferramenta.

Velocidade do Fuso

Controle as rotações do fuso, que determinam a velocidade de rotação da peça ou da ferramenta de corte. Variar a velocidade de um fuso para combinar com o tipo de material, ação de corte e sistema de ferramentas é o que proporciona desempenho de corte e acabamento superficial ideais.

Material da ferramenta

Escolha materiais de ferramenta que correspondam ao material da peça, à operação de corte e ao acabamento superficial necessários. A vida útil da ferramenta, o desempenho de corte e o acabamento superficial são obtidos considerando as propriedades do material da ferramenta e os requisitos de usinagem.

Rigidez da Máquina

A rigidez das máquinas deve ser garantida para reduzir os efeitos da deflexão, vibração e trepidação da ferramenta durante o trabalho de usinagem. A precisão do ferramental reduz a força de corte e proporciona maior precisão, acabamentos superficiais mais lisos e vida útil prolongada da ferramenta.

O melhor material para o processo de torneamento CNC

  • Cobre
  • Aço
  • Alumínio
  • Latão
  • Plásticos
  • Titânio
  • Aço inoxidável
  • Inconel
  • Ferro fundido
  • Bronze
  • Ligas de Níquel
  • Fibra de carbono

Problemas e soluções comuns no processo de torneamento CNC

Mau acabamento superficial

Você reduz a baixa qualidade do produto controlando a velocidade, a taxa de alimentação e o corte do material. Além de escolher a ferramenta e a geometria adequadas, monitorar o fluxo do líquido refrigerante e a afiação da ferramenta ao longo do caminho pode contribuir para uma qualidade superficial perfeita.

Desgaste da ferramenta

Combata o desgaste da ferramenta selecionando ferramentas de corte de alta qualidade com revestimentos e materiais apropriados. Estratégias adequadas de controle de cavacos, otimização de parâmetros de corte e monitoramento regular da condição da ferramenta podem prolongar a vida útil da ferramenta e diminuir os custos de usinagem.

Problemas de controle de chip

Resolva problemas de controle de cavacos alterando os parâmetros de corte, como avanço e profundidade de corte, para obter a formação ideal de cavacos. Use as estratégias corretas de quebra de cavacos e refrigeração para evitar travamentos em cavacos duros, bem como danos à ferramenta durante o torneamento CNC.

Imprecisões dimensionais

Resolva imprecisões dimensionais por meio de calibração regular de máquinas-ferramentas e alinhamento e configuração precisos de ferramentas. Monitore as dimensões da peça durante todo o processo de usinagem e ajuste os parâmetros de corte conforme necessário para garantir a precisão dimensional.

Conversa e vibração

Minimize a trepidação e a vibração do torneamento CNC escolhendo os parâmetros de corte ideais, que podem ser a velocidade de corte e a taxa de avanço, para reduzir a deflexão da ferramenta. Aumente a rigidez e o amortecimento da máquina, use porta-ferramentas que reduzem a trepidação e molde estratégias de caminho da ferramenta para diminuir a trepidação e aumentar o acabamento superficial.

Endurecimento de materiais

Projete técnicas de torneamento CNC escolhendo ferramentas e estratégias de corte apropriadas para problemas de endurecimento de materiais duros. Utilizar velocidade de corte e taxa de avanço adequadas, juntamente com refrigeração e lubrificação, ajuda a minimizar o acúmulo de calor e prolongar a vida útil da ferramenta.

Distorção da peça

Implemente princípios eficazes de fixação da peça para garantir que não haja distorção da peça durante o torneamento CNC com suporte justificado da peça. Esforços devem ser feitos para reduzir a força de corte e a geração de calor, ao mesmo tempo em que se empregam estratégias otimizadas para usinagem, em uma tentativa de evitar ocorrências de deformação.

Defeitos em máquinas-ferramenta

Identifique e corrija problemas de máquinas-ferramenta, incluindo desvio do fuso ou desalinhamento do eixo, por meio de manutenção e calibração de rotina. Monitore o desempenho das máquinas-ferramentas e tome medidas em caso de dificuldades para garantir que o processo de torneamento CNC seja suave e exato.

Torneamento de ajuste CNC vs. Fresamento CNC

O torneamento CNC usa ferramenta de corte para criar desenhos e polir as superfícies da peça de trabalho. É adequado para fazer peças circulares ou cilíndricas com características simétricas, como eixos, pinos e buchas. Em virtude do seu torneamento CNC, o processo é ideal para grandes volumes com peças dobradas e tolerâncias de diâmetro precisas.

Quando você olhaFresamento CNC, a peça de trabalho permanece estacionária, enquanto a ferramenta gira para fornecer a forma necessária. Além disso, pode ser processado para usinar peças complexas com geometria complexa, como bolsões, ranhuras e superfícies. Quando se trata de produzir protótipos e itens de baixo volume, a fresagem CNC é flexível devido às suas muitas opções de forma, tamanho e qualidade de superfície.

O procedimento para esses produtos, que possuem um padrão visual, é mais preferível ao método de torneamento CNC. Uma vantagem que você pode obter com o fresamento CNC é que você será capaz de criar as formas mais complexas. Entender a diferença entre esses processos é fundamental para escolher o método de usinagem correto, escolhendo a técnica mais adequada ao seu projeto.

Software de programação de máquinas de torneamento CNC.

· Software CAD

O software CAD permite criar modelos para cada componente antes de iniciar a usinagem. O software CAD permite criar geometrias complexas e contar dimensões, o que leva a uma imagem virtual da peça no cabeçote enquanto o processo de usinagem ainda não foi iniciado. Isto proporciona uma sensação de revisão do estágio de projeto, uma vez que é confirmado que a transição de CAD para CAM é suave e sem erros nos percursos da ferramenta.

· Software CAM

O software CAM (Computer-Aided Manufacturing) é necessário para definir caminhos de corte da máquina e transformar documentos CAD em instruções que a máquina possa entender. O software CAM analisa o modelo CAD e decide a melhor abordagem de usinagem, incluindo a escolha da ferramenta, caminhos de corte e taxas de avanço. O software CAM funciona simulando operações de usinagem; o último é usado para aprimorar a eficiência do percurso da ferramenta em termos de precisão, exatidão e acabamento superficial.

· Software de controle de máquinas CNC

À medida que o torno CNC funciona, o caminho da ferramenta que segue os caminhos da ferramenta gerados pelo software CAMsata é convertido para o software de controle da máquina CNC. O software é o cérebro que comanda a máquina e é responsável pelo funcionamento dos eixos da máquina, movimento, velocidade do fuso, etc. A aquisição de software de programação CNC e controle do maquinário conforme a necessidade é o principal requisito para a produção de peças.

Aplicações Industriais do Processo de Torneamento CNC.

Indústria automobilística: Com o torneamento CNC, as demandas rigorosas de componentes de motor de precisão são atendidas; por exemplo, são fabricados virabrequins, árvores de cames e pistões. Também é usado para fabricar componentes de transmissão, peças de sistema de direção e peças de suspensão que aumentam a confiabilidade e o desempenho dos carros.

Indústria aeroespacial: Um processo de torneamento CNC é amplamente utilizado na indústria aeroespacial para a fabricação de diferentes componentes-chave de aeronaves, como pás de turbina e peças de trem de pouso. A engenharia aeroespacial exige padrões de usinagem impecáveis. Apesar da complexidade da usinagem, a garantia de uma aeronave pela sua segurança, robustez e desempenho é dada durante a operação.

Fabricação de dispositivos médicos: Itens médicos com torneamento CNC são muito utilizados, como dispositivos cirúrgicos, peças de implantes ósseos e peças protéticas. Poderia personalizar a produção de peças biocompatíveis de acordo com as especificações do fabricante, ou peças em microescala muito complexas para serem produzidas de qualquer outra forma.

Indústria de eletrônicos: O torneamento CNC na indústria eletrônica é a fabricação de conectores, caixas e componentes precisos que são usados em dispositivos e circuitos eletrônicos. Portanto, este elemento é ideal para eletrofabricação, pois possui uma taxa muito alta de repetição de matéria-prima que também traz alta precisão.

Maquinaria industrial: Há um grande uso do torneamento CNC na fabricação de máquinas e equipamentos industriais como bombas, válvulas, engrenagens e componentes hidráulicos. O processo de usinagem oferece a facilidade de construir componentes complexos com medições precisas e acabamentos superficiais para atingir a confiabilidade das soluções industriais.

Defesa e Militar: O torneamento CNC desempenha um papel importante nos setores militar e de defesa, pois fornece peças para sistemas de armas de fogo, veículos militares e aparelhos de comunicação. O processo envolve a possibilidade de fabricar peças precisas e uniformes com estruturas complexas, o que corresponde às rigorosas exigências da indústria militar.

Conclusão

O torneamento CNC pode ser considerado a tecnologia básica da indústria moderna, responsável pela disciplina, produtividade e multiutilidade. É muito importante compreender suas características, benefícios e aplicação para ser adaptável em diversos ambientes industriais. Assim, a pesquisa sobre torneamento CNC destaca o quão vital será para influenciar a produção no futuro e servir como uma ferramenta para os avanços da indústria.

Mais recursos:

Centro de torneamento CNC – Fonte: TSINFA

Máquinas-ferramentas CNC – Fonte: TSINFA

Processo de Torneamento – Fonte: FRATÓRIA